InícioConsumíveisCultivo de células: a importância dos meios de cultura

Cultivo de células: a importância dos meios de cultura

Autor

Data

Categoria

Em procedimentos laboratoriais, além de escolher os materiais a serem utilizados para o cultivo celular, como frascos descartáveis ou de vidro esterilizados, é muito importante se preocupar também com o tipo e qualidade dos meios de cultura.

Para escolher o meio de cultura, é preciso conhecer a origem das células e a sua forma de crescimento, já que os microrganismos se comportam de formas diferentes e necessitam de condições diferentes para crescer e desenvolver. 

A seguir, entenda a importância de realizar a escolha dos meios de cultura certos e conheça as principais opções!

O que são os meios de cultura?

Os meios de cultura são usados em laboratórios para proporcionar condições ideais para o crescimento e desenvolvimento de microrganismos (como bactérias, fungos e leveduras) fora do seu habitat natural.

Sua importância em laboratórios é gigantesca, já que são as ferramentas mais utilizadas há anos em procedimentos farmacêuticos e de análises clínicas. Também por essa razão, é necessário ter bastante conhecimento a respeito do assunto e fazer a seleção adequada desse tipo de insumo.

Meios de cultura são as principais ferramentas utilizadas em laboratórios de análises clínicas.

Por existirem uma grande variedade de microrganismos com características próprias, há diferentes classificações para os meios de cultura, bem como inúmeros tipos de acordo com a finalidade dos procedimentos laboratoriais.

Uma das diferenciações mais comuns diz respeito ao seu estado, já que as células podem crescer em ambientes diferentes: 

  • Meios de cultura líquidos: às vezes chamados de “caldos”, são acondicionados em tubos de ensaio. Algumas das principais utilizações são em provas bioquímicas, ativação das culturas e repiques de microrganismos;
  • Meios de cultura sólidos: são preparados com a adição de ágar ao meio líquido, e depois, transferidos para tubos de ensaio ou placas de Petri. Costuma ser utilizado para determinar motilidade e crescimento de anaeróbios e microaerófilos, ou como agente gelificante em meios de cultura bacteriológicos;

Meios de cultura semi-sólidos: possui um estado físico intermediário entre os dois anteriores, e são preparados com a adição de uma quantidade menor de agentes solidificantes.

Tipos de meio de cultura

A composição do meio de cultura dependerá da espécie que se está tentando identificar e cultivar, já que as necessidades nutricionais variam entre os microrganismos, temos portanto:

Meio de cultura enriquecido

Um meio enriquecido corresponde a um caldo ou meio sólido contendo um grande suprimento de nutrientes que promove o crescimento dos microrganismos fastidiosos. Geralmente são meios que foram suplementados com materiais altamente nutritivos. 

O Ágar-Sangue é um exemplo de meio sólido enriquecido utilizado rotineiramente nos laboratórios de bacteriologia clínica.

Meio de cultura seletivo

O meio seletivo permite o crescimento de certos tipos de microrganismos e inibe o crescimento de outros microrganismos. Ele contém inibidores, geralmente antibióticos, que tornam inviável o crescimento de certos microrganismos, sem inibir o crescimento do microrganismo alvo.

Ágar MacConkey: um dos meios de cultura seletivos mais utilizados.

Por exemplo, o Ágar MacConkey inibe o crescimento de bactérias gram-positivas, selecionando assim as bactérias gram-negativas.

Meio de cultura diferencial

Utilizados para diferenciar microrganismos ou grupos de microrganismos em um meio. A presença de determinados corantes ou de produtos químicos nos meios produzirão certas alterações características ou padrões de crescimento que são utilizados para a identificação ou a diferenciação de microrganismos. 

Por exemplo, o Ágar MacConkey é frequentemente utilizado para diferenciar vários bacilos gram-negativos isolados de amostras de fezes. 

As bactérias gram-negativas que são capazes de fermentar a lactose (um ingrediente do Ágar MacConkey) produzem colônias rosas, enquanto aquelas incapazes de fermentar a lactose produzem colônias incolores. Assim, o ágar MacConkey diferencia as bactérias gram-negativas fermentadoras (LF) das não fermentadoras da lactose (NLF).

Os vários tipos de meios (enriquecido, seletivo, diferencial) não são mutuamente exclusivos. Como vimos, o Ágar MacConkey é tanto um meio seletivo quanto diferencial.

Meio de cultura de estocagem e manutenção

A finalidade desses meios de cultura é criar as condições ideais para que os microrganismos sejam estocados, garantindo um ambiente favorável e os nutrientes necessários.

Um dos tipos mais utilizados com essa finalidade é o Ágar Sabouraud Dextrose, rico em peptona, que fornece nitrogênio e vitaminas para a cultura. O pH é ajustado para 5,6 para inibir o crescimento bacteriano e favorecer a multiplicação dos fungos.

Comprar meios de cultura

Em seu laboratório de análises clínicas, é essencial ter diferentes tipos de meios de cultura para os diferentes procedimentos. Para isso, você precisa conhecer a ForlabExpress!

Com 15 anos de experiência no setor de produtos laboratoriais, você encontra diferentes meios de cultura das principais fabricantes do mercado, como KASVI e Himedia, além de muitos outros produtos como pipetas, balanças de precisão, consumíveis e equipamentos. 

Clique no banner abaixo para abastecer o seu laboratório!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts recentes